Curso: Higiene Ocupacional – 40 horas

0
187
​Aulas práticas e manuseio de instrumentos

Picture

Picture

Picture

Picture

Módulo I – Agentes Físicos – Carga-horária: 20 horas
– Revisão de conceitos e definições aplicados aos agentes de riscos no conteúdo do curso;
– Metodologia e procedimento envolvidos em avaliações ambientais de Ruído, Vibração, Radiação Ultravioleta, Calor e Frio;
– Práticas com equipamentos (Áudio-dosímetro, Árvore de Termômetros (IBUTG), Medidor de Nível de Pressão Sonora com leitura instantânea e integrante e com filtro da análise de frequência de 1/3 de oitavas, Fotoradiômetro, Termo-higrômetros, Termo-anemômetros, Analisador de Vibração Ocupacional);
– Validação de medições;
– Calibração operacional de instrumentos de medição;
– Certificados de Calibração X Certificação de Equipamentos;
– Calibração RBC X Calibração com rastreabilidade RBC;
– Estratégias de amostragem;
– GHE / GES;
– EMR – Exposto de Maior Risco;
– Onde e quando aplicar as normas ISO 5349/2001, ISO 2631/1985, ISO 2631/1997;
– Aplicabilidade de critérios técnicos e legais em avaliações ambientais (MTE x INSS);
– Estudo de casos (interpretação de resultados);
– Métodos NIOSH (atenuação de ruído com protetor auditivo);
– NHO 01 da FUNDACENTRO (O cálculo do NEN – Nível de Exposição Normalizado exigido pelo INSS);
– NHO 06 da FUNDACENTRO (aplicação e identificação das condições de uso e operação de medidores de calor);
– NHO 09 e 10 da FUNDACENTRO (aplicação e identificação das condições de uso e operação de medidores de vibração);
– Calibração de equipamentos na atualidade (onde há exigência de calibração RBC em Higiene Ocupacional);
– NR 17 – Ergonomia, conforto acústico, como medir;
– NR 15 / NR 9, como atender os requisitos de insalubridade e saúde nas avaliações ambientais.

Módulo II – Agentes Químicos – Carga-horária: 20 horas
– Revisão de conceitos e definições aplicados aos agentes de riscos no conteúdo do curso;
– Prática com equipamentos envolvidos em avaliações ambientais de Gases, Vapores, Poeiras, Metais e Névoas e meios de coletas (Bombas gravimétricas, Tubos reagentes, Amostradores passivos, Tubos de carvão ativado, Tubos de sílica gel, Tubos de resina, K-7 com filtros de PVC, Éster de celulose, PTFE, Impinger, BAG-Balão de Tedlar, Tubos de resina e amostrador IOM – necessidade atual em coleta de aerodispersóides);
– Calibração e ajuste de vazão em campo para amostragens de agentes químicos (alta e baixa vazão);
– Aplicação e prática com de KIT de calibração, NHO-07 (eletrônico e analógico);
– Plano de amostragem (NIOSH / NHO 08);
– Critérios para Seleção de Instrumentos de Medição para agentes químicos;
– Validação de medições;
– Calibração operacional de instrumentos de medição;
– Certificados de Calibração X Certificação de Equipamentos;
– Calibração RBC X Calibração com rastreabilidade RBC;
– Estratégias de amostragem;
– GHE / GES;
– EMR – Exposto de Maior Risco;
– A importância do controle de temperatura e pressão atmosférica na avaliação quantitativa de agentes químicos;
– Interpretação de métodos analíticos NIOSH (NHO 08/ NHO 03);
– Limites de Exposição Ocupacional (nacional e internacional): ACGIH, NIOSH, OSHA, NR15;
– Diferenças entre os limites de tolerância do MTE e da ACGIH (TLV-TWA®, TLV-STEL®, TLV-C®).
– Interpretação de resultados (exposição curta, jornada completa, exposição simultânea a mais de um agente químico);
– Guia de Amostragem do NIOSH. O número ideal de amostras, o desejável e o mínimo exigido;
– Cálculos aplicáveis as amostragem e avaliações.

Ricardo Silva – Consultor em segurança e higiene ocupacional com ampla experiência em avaliações ambientais de agentes químicos e físicos, atuando na área desde 1989; Especialista em Higiene Ocupacional certificado pela ABHO; Engenheiro de Segurança do Trabalho/Ambiental/Químico; Instrutor da ABPA em cursos de Espaços Confinados, Biossegurança e Segurança em Laboratórios; Avaliador da ABPA no Prêmio Nacional de SST; Docente e coordenador na SENAC/SP do curso de Especialização em Higiene Ocupacional e Consultor em projetos de desenvolvimento de cursos de HO; Auditor de sistema de gestão da saúde e segurança pelo QSP – Centro de Qualidade, Segurança e Produtividade para o Brasil e América Latina; Membro da ABHO – Associação Brasileira de Higienistas Ocupacionais; SBQ – Sociedade Brasileira de Química; SOBRAC – Sociedade Brasileira de Acústica; IPS – Instituto Paulista em Engenharia de Segurança do Trabalho.

Material didático:
Será fornecido aos participantes o conteúdo apresentado nas aulas.